Skip to main content
Category

Notícias

Desenvolve Pecuária representa pecuária de corte brasileira na Business France

By Notícias

O Instituto Desenvolve Pecuária participou na manhã desta terça-feira, 28 de maio, de um seminário promovido pela Business France para apresentar à empresas francesas a pecuária do Brasil. A entidade representou o segmento da pecuária de corte. O evento também mostrou o trabalho e as oportunidades em outras cadeias produtivas como o leite, suínos e aves como forma de estreitar relacionamentos de empresas e entidades brasileiras para parcerias com os franceses.

O Desenvolve Pecuária foi representado pela associada Fernanda Costabeber, onde falou sobre o cenário da produção pecuária no país. “Falamos sobre a produção do Brasil, da questão do aumento de produtividade com diminuição das áreas de pastagens, ou seja, estamos melhorando a nossa eficiência de produção, comentando que o desmatamento não é a causa do aumento de produtividade, e sim a eficiência da nossa produção. Além disso, abordamos também que não usamos beta-agonistas nem hormônios na produção”, destacou.

Fernanda também apresentou o momento do Rio Grande do Sul, atingido pelas enchentes no mês de maio e mostrou as campanhas solidárias que o Instituto Desenvolve Pecuária vem realizando no último mês para auxiliar as vítimas das chuvas, como os leilões que estão ocorrendo juntamente com parceiros para a arrecadação de recursos para ajudar na reconstrução da vida de famílias que necessitam.


Texto: Nestor Tipa Júnior/AgroEffective

Leilão solidário arrecada mais de R$ 680 mil em recursos para atingidos por enchentes

By Notícias
Em uma iniciativa de criadores da raça Brangus, feita pela Associação Brasileira de Brangus (ABB) e Núcleo Brangus Sul, ocorreu nesta quinta-feira, 23 de maio, o Leilão SOS Rio Grande. A ação visou à captação de recursos para ajudar na reconstrução das vidas de famílias vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul. Os recursos de R$ 689,7 mil arrecadados serão destinados à campanha do Instituto Desenvolve Pecuária, que vem trabalhando no apoio aos atingidos pelas chuvas.

A presidente do Instituto, Antonia Scalzilli, mais uma vez destacou a grande parceria e o pronto atendimento da Associação Brasileira de Brangus nessa ajuda conjunta. “Desde o início, quando a tragédia começou a se desenhar, nós alinhamos nossas campanhas e pensamos em ações em como angariar o maior número de recursos possível para ajudar a reconstruir as vidas dessas famílias”, lembra. A dirigente afirma ter ficado extremamente satisfeita e grata com o resultado do leilão, ressaltando que o povo gaúcho está unido e que o agronegócio é forte, produz, alimenta e ajuda.

Foram vendidos no leilão 89 pacotes de sêmen da raça Brangus, com 60 doses cada, totalizando 5,34 mil doses de sêmen. No caso dos embriões, foram comercializados 27 lotes com dez embriões cada, totalizando 270 embriões doados por criadores e centrais de inseminação. A ação contou com as leiloeiras Trajano Silva Remates, Parceria Leilões, Tellechea e Bastos e Knorr Leilões. Todos os lotes foram vendidos rapidamente, o que fez com que o leilão encerrasse uma hora e meia antes do previsto.

O evento foi transmitido pelo YouTube nos canais do Lance Rural e TV El Campo.

Foto: ABB/Divulgação
Texto: Artur Chagas/AgroEffective

Doações intermediadas pelo Desenvolve Pecuária chegam a vítimas das enchentes

By Notícias

A solidariedade vai tomando forma junto a milhares de pessoas atingidas pelas enchentes históricas que assolam o Rio Grande do Sul. Foram três ações até aqui intermediadas pelo Instituto Desenvolve Pecuária. Em Canoas, um dos municípios mais prejudicados com os alagamentos, foram entregues 27 toneladas de carne de Hulha Negra, na região da campanha gaúcha, e 15 toneladas de arroz, que vieram de doadores de Bagé, também na região da Campanha.

Em outras ações, a empresa AGT, de Assis, São Paulo, que atua na produção de cana de açúcar, grãos e plantio de cítricos, doou 2,5 mil cobertores, distribuídos em 27 abrigos na Região Metropolitana, em Alvorada, Viamão, Porto Alegre e Canoas. Outra ação da empresa AGT foi a doação do dinheiro do Imposto de Renda para um abrigo de crianças e adolescentes em Santa Cruz do Sul, além da doação de 20 mil pastilhas que transformam 20 mil litros de água bruta em água potável.

A diretora administrativa do Instituto Desenvolve Pecuária, Fernanda Brum, afirma que estão todos comovidos com essa ação solidária/humanitária vinda de todo o país. “O Instituto Desenvolve Pecuária, como não poderia ser diferente, está totalmente focado em ajudar essas pessoas que foram prejudicadas. A nossa principal campanha visa arrecadar dinheiro para doar na fase da reestruturação das moradias”, explica. Fernanda reforça que, paralelo a isso, o Instituto está desenvolvendo ações momentâneas com doações que chegam de vários Estados.

Entidades apoiam ação da raça Brangus em prol das vítimas das enchentes no RS

By Notícias
A pecuária nacional está unida para colocar em pista genética de qualidade Brangus com o intuito de ajudar as famílias prejudicadas pelas enchentes no Rio Grande do Sul. Liderado pela Associação Brasileira de Brangus (ABB) e pelo Núcleo Brangus Sul, o Leilão SOS Rio Grande Brangus terá toda a renda revertida em auxílio às pessoas afetadas pela tragédia no Estado. O remate ocorrerá no dia 23 de maio, a partir das 19h, e conta com o apoio do Instituto Desenvolve Pecuária, que receberá a renda para sua campanha em apoio às vítimas das enchentes.

A presidente do Instituto Desenvolve Pecuária, Antonia Scalzilli, ressalta que a Brangus é uma grande parceira do Instituto e destacou a disponibilidade da entidade para prontamente participar da campanha de reconstrução. “Estamos unidos com o propósito de ajudar as vítimas dessa catástrofe. Nossas ações estão fortemente alinhadas”, enfatiza. A dirigente acrescentou que toda ajuda será importante, cada real que puder ser disponibilizado será fundamental porque será destinado a quem realmente precisa.

O leilão terá como leiloeiras a Trajano Silva Remates, Parceria Leilões, e Tellechea e Bastos. A organização financeira é da Trajano Silva. O leiloeiro e diretor da Trajano Silva Remates, Marcelo Silva, está animado e esperançoso com o leilão. “Por ser uma causa benemerente, estaremos procurando levar alento às famílias neste momento de dificuldade extrema”, projeta. Silva ressalta que a Associação Brasileira de Brangus e leiloeiras resolveram fazer essa parceria onde será oferecido o melhor da genética Brangus do Brasil e do mundo, de acordo com o leiloeiro. O diretor da Trajano Silva Remates destaca ainda que não haverá cobrança de comissão.

O leilão contará com oferta de genética Brangus de diferentes criatórios, que estão disponibilizando embriões e doses de sêmen para comercialização. O diretor de marketing da Associação Brasileira de Brangus (ABB), João Paulo Schneider, o Kaju, ressalta que serão doadas em torno de 4,5 mil doses de sêmen e cerca de 300 embriões, numa quantidade que, segundo o dirigente, não seria possível em um leilão que não fosse solidário. “Estamos oferecendo sem custos de comissões o que de melhor existe da raça Brangus e pretendemos arrecadar cerca de R$ 1 milhão”, avalia. Além da ajuda aos necessitados, Kaju lembra que será uma oportunidade de os criadores comprarem de forma antecipada embriões e sêmens cuja aquisição ocorreria apenas na primavera.

A Assessoria Agropecuária FF Velloso & Dimas Rocha e a Crio Central Genética Bovina estão contribuindo para o leilão com 500 doses de Brangus. A transmissão será pela internet nos canais da Lance Rural e TV El Campo no YouTube.

Foto: Divulgação
Texto: Artur Chagas/AgroEffective

Leilão arrecada mais de R$ 5 milhões para vítimas das enchentes no RS

By Notícias

Um leilão solidário que teve 80% da renda destinada para campanha promovida pelo Instituto Desenvolve Pecuária, com divulgação do Canal Rural e Lance Rural (TV e Internet) e Rede Família Mais (TV aberta), ocorreu nesta quarta-feira, 15 de maio. Foram arrecadados no total R$ 5.068.000,00 que serão destinados às vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul. Do valor arrecadado no leilão, após o pagamento das taxas do Picpay, 20% será destinado para a prefeitura de Porto Alegre e 80% ao Desenvolve Pecuária para somar à campanha do Instituto.

Foram disponibilizados para o leilão 43 lotes, entre bovinos, camisas de times de futebol, uma delas do Santos e autografada por Pelé, outra da seleção brasileira autografada por Neymar, um busto e um macacão do piloto Ayrton Senna. O destaque do leilão, no entanto, foi a venda da prenhez de Viatina-19 FIV, uma vaca da raça Nelore e que entrou duas vezes para o Guinness Book como o bovino mais caro do mundo. O lote foi oferecido por Paulo de Castro Marques, criador de Fama/MG, que arrematou outros itens durante o evento. A prenhez se destacou como o ápice da noite, alcançando o valor de R$ 3 milhões em 30 parcelas de R$ 100 mil, arrematado por um grupo de cotistas. Esse valor não foi apenas o mais alto do leilão, mas também estabeleceu um novo recorde mundial para o valor pago por uma prenhez bovina. Só em Pix, realizados durante o leilão, foram arrecadados R$ 26.805,33.

A presidente do Instituto Desenvolve Pecuária, Antonia Scalzilli, avalia a experiência como marcante, na medida em que uniu a todos em um objetivo comum. “No caso, reconstruir, com muitas mãos, o nosso querido Rio Grande do Sul. Testemunhar o comprometimento de pessoas notáveis por esta causa nobre foi emocionante; cada golpe do martelo ressoava em uníssono com as batidas dos nossos corações, fortalecendo minha crença de que conseguiremos superar mais este desafio, emergindo ainda mais fortes e unidos do que nunca,” comemora.

A dirigente ressalta que o exemplo da campanha na enchente de setembro do ano passado no Vale do Taquari, que se concentrou na reconstrução, agora renova o compromisso. “Estamos em processo de cotação de eletrodomésticos para serem adquiridos e doados às famílias que perderam seus lares e pertences. Atualmente, aguardamos a divulgação de um estudo pelo governo do Rio Grande do Sul, que identificará as áreas mais prejudicadas. Este estudo orientará nossas ações, determinando os locais das doações”, explica Antonia Scalzilli.

A dirigente agradeceu aos parceiros, segundo ela, fundamentais para o sucesso do leilão como a Casa Branca Agropastoril, Programa Leilões, Parceria Leilões e Canal Rural pela transmissão, e aos gaúchos GAP Genética e Cabanha Basca, além dos grandes amigos do Brasil Central e Sudeste que enobreceram o evento.

Agro se mobiliza e promove leilão pelas vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul

By Notícias

O Instituto Desenvolve Pecuária se junta ao Canal Rural, à Programa Leilões, Parceria Leilões e produtores de todo Brasil para realizar uma grande ação em prol das vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul. Nesta quarta-feira, dia 15 de maio, será realizado o Leilão Agro Solidário, cuja renda será 100% revertida aos atingidos por essa tragédia, sendo 80% desta renda destinada à campanha realizada pela entidade de arrecadação aos atingidos pelas chuvas.

Entre as ofertas estão prenhezes, aspirações e animais provenientes de doações de criadores de todo Brasil. Um dos destaques é uma prenhez da Viatina-19 FIV, vaca da raça Nelore que entrou para o Guinness Book como o bovino mais valorizado do mundo. Também haverá um lote especial contendo uma tonelada de ração.

A presidente do Instituto Desenvolve Pecuária, Antonia Scalzilli, ressalta que a entidade tem constatado nesses eventos climáticos adversos uma mobilização meritória de muitas doações em um primeiro momento, mas que na medida em que as águas baixam e as pessoas vão retornando para seus lares, as ajudas começam a diminuir. E iniciativas como o leilão solidário vem justamente no sentido de atender essas pessoas em um segundo momento, o da reconstrução. “Na enchente de setembro do ano passado, nós conseguimos entregar 200 fogões nos municípios mais atingidos e fizemos as doações pessoalmente olhando a necessidade de cada família. E acredito que a forma como trabalhamos ali nos chancelou a atrair outros parceiros agora”, constata.

Com três horas de transmissão ao vivo, a ação acontece a partir de 20h. Os telespectadores terão a oportunidade de contribuir com lances no leilão ou fazendo doações espontâneas pela conta do PicPay. O leilão será transmitido pelo Canal Rural e Lance Rural (TV e Internet) e  Rede Família Mais (TV Aberta).

Texto: Artur Chagas/AgroEffective

Esclarecimentos sobre ajuda a vítimas das enchentes

By Notícias
⚠ Nesse momento trágico, de uma catástrofe incalculável, que literalmente devastou quase todo o Rio Grande do Sul, o Instituto Desenvolve Pecuária propôs, assim como outras instituições, a ajudar os atingidos pelo caos.
 
Entendemos que podem existir dúvidas, por isso trazemos mais informações.
 
1 – Estamos recebendo doações, em dinheiro.
 
2 – Os valores estão sendo recebidos na conta da própria Instituição e contabilmente segmentados.
 
3 – As nossas doações serão destinadas ao momento de RECONSTRUÇÃO, fase histórica em que há um esmorecimento nas ajudas.
 
4 – As doações serão de eletrodomésticos (ainda estamos avaliando – ano passado doamos fogões, itens de necessidade básica, mas com baixo índice de doações).
 
5- As doações serão registradas, inclusive contabilmente.
 
6 – O valor da nota fiscal de compra ficará disponível no site e nas nossas redes sociais para fins de prestação de contas aos doadores.
 
7 – Esse valor não será usado para custear combustível para deslocamento, estadia ou qualquer outro custo pessoal de membro da direção, sendo canalizados, exclusivamente, para compra de eletrodomésticos.
 
8 – Importante deixar claro que a entrega será pessoal, não havendo interferência da Defesa Civil ou do Estado (realmente para quem precisa).
 
9 – Renovamos os pedidos de doações.
PIX CNPJ: 42.510.117/0001-65
 
10 – Para doações internacionais, favor contatar pessoalmente a direção.
 
Estamos juntos pelo Rio Grande!
 
#ForçaRioGrandeDoSul

Instituto Desenvolve Pecuária realiza campanha de arrecadação para vítimas das enchentes no RS

By Notícias

O Instituto Desenvolve Pecuária se solidariza com a situação das cidades atingidas pelas enchentes e se coloca à disposição para arrecadaçao de doações que serão direcionadas aos municípios mais afetados através da Defesa Civil.

Estamos coletando qualquer valor por meio do nosso Pix, o qual será encaminhado aos responsáveis para que providenciem o que as cidades estiverem mais precisando.

 

PIX CNPJ: 42.510.117/0001-65

Pecuaristas iniciam venda de terneiros da safra após temporada com preço estável

By Notícias
Com o período de desmama se encaminhando para o fim em alguns criatórios no Rio Grande do Sul, teve início a comercialização de terneiros da safra. Já embarcaram para fora do país mais de 25 mil terneiros, em 2024. Outros 13 mil embarcaram esta semana para a Turquia e ainda há novo carregamento para ser feito com 28 mil terneiros para a próxima semana. O preço pago ao produtor gaúcho se mantém estável há cerca de 45 dias, em R$ 10,00 o quilo, e deve ser balizador para os negócios de terneiros inteiros a serem exportados.

O presidente da Comissão de Relacionamento com o Mercado do Instituto Desenvolve Pecuária, José Pedro Crespo, explica que, além da Turquia, Egito e Líbano devem adquirir animais produzidos no Estado. Os primeiros terneiros comercializados pesam entre 180 quilos e 250 quilos. Crespo também ressalta que nos leilões, tem se observado este mesmo comportamento de  preços com oferta e demanda equilibradas. “O preço do boi gordo que estabelece a capacidade ou disposição de reposição do invernador, num histórico em que o preço do terneiro varia de 10% a 20% acima do preço do boi gordo aqui no Rio Grande do Sul”, destaca.

No que se refere a recria e terminação, Crespo conta que outro fator que influencia o interesse dos pecuaristas é a qualidade e disponibilidade forrageira das pastagens de inverno, que este ano sofreram pelo atraso da implantação das lavouras de verão em função do excesso de chuvas e preços elevados das sementes de azevem e aveia. “Considerando estes fatores, podemos ter uma perspectiva de liquidez na comercialização da safra de terneiros, onde fatores como o câmbio, que interfere diretamente no negócio das exportações, e o preço do boi, subindo com a aproximação do período de entressafra, podem influenciar positivamente o mercado de terneiros desde que a exportação se mantenha com boa demanda”, avalia o dirigente do Instituto Desenvolve Pecuária.

Para José Pedro Crespo, a rastreabilidade e a criação do Instituto Gaúcho da Carne são fatores de extrema importância para a valorização do produto dos pecuaristas: a carne gaúcha. “É quando teremos melhores condições para agregarmos valor à nossa produção”, finaliza.

Foto: Eduardo Marcanth Rosso/Divulgação
Texto: Ieda Risco/AgroEffective

Antonia Scalzilli assume a presidência do Instituto Desenvolve Pecuária

By Notícias

Foi em votação online com seus associados que o Instituto Desenvolve Pecuária elegeu por aclamação a nova diretoria para o triênio 2024/2027. A criadora Antonia Scalzilli e o criador Ivan Faria assumiram como presidente e vice-presidente da entidade, que completa três anos neste mês de abril. Os dois estiveram à frente das comissões de Crimes Rurais e de Relacionamento com o Mercado, respectivamente, na gestão anterior. Também fazem parte da diretoria executiva Fernanda Brum como diretora administrativa e Morgana Dalpiaz, como diretora financeira.

Advogada e criadora de Angus e Brangus em propriedades em Bagé e Cacequi, Antonia Scalzilli pautou sua atuação junto ao Instituto na defesa da criação de políticas públicas efetivamente voltadas para a segurança do homem e da mulher do campo. Por isso, considera que assumir a presidência da entidade é um grande desafio, pois agregará a pauta específica da segurança a temas mais abrangentes e igualmente relevantes. “Quando comecei a fazer parte do instituto, me encantei e me identifiquei muito com os valores das pessoas que ali estavam, a maneira como o instituto foi criado, através de produtores rurais de ponta, pessoas que não se acomodam dentro de suas propriedades simplesmente olhando para as tribulações, que vão atrás de resolver as problemáticas; isso me move e me fez querer fazer parte”, justificou. Antonia disse que recebe o Instituto, que já nasceu forte, pronto para um novo momento. “Precisamos trabalhar de forma ativa, com protagonismo. A nossa voz deve ecoar para fora das nossas porteiras. Temos que nos unir, e, juntos, buscarmos resolver as adversidades que são comuns a nós, pecuaristas. Estar à frente de uma instituição significa estar sensível ao que aflige seus membros. A pecuária gaúcha necessita voltar ao pódio”, anunciou a nova dirigente.

À frente do Instituto desde sua criação, Luis Felipe Barros usa a palavra “provocar” para resumir três anos de trabalho em prol da pecuária gaúcha. “A gente conseguiu acessos institucionais muito importantes, tivemos o mérito de fazer uma gestão que teve muitos relacionamentos institucionais, então obviamente a gente se apoiou muito em instituições sólidas como Farsul, Febrac, Federasul, entre outras”, disse o ex-presidente. Barros ressaltou, ainda que, nestes três primeiros anos, foi possível ver o desenvolvimento do Instituto em melhorar os eventos, as entregas aos associados e em provocar as questões pecuárias. “Esse foi o grande mote: provocar. Nós provocamos muitas mudanças, provocamos, inclusive, a necessidade de se falar no Instituto Gaúcho da Carne. Fomos incansáveis em termos de provocar todos os players importantes da pecuária gaúcha”, avaliou Barros.

Sobre o começo da instituição, Luis Felipe Barros contou que foi um desafio legalizar um grupo de WhatsApp constituído por 200 pessoas que aos poucos entenderam que o Instituto estava sendo visto. O ex-dirigente lembrou que tudo iniciou para defender os interesses do grupo original, mas que foi se tornando voz para a pecuária, com a procura cada vez maior pela imprensa e por pessoas de dentro das universidades. “Essa gestão começa reenergizada, mas com outros desafios. O Instituto tem que virar uma Ocip para poder ter projetos e captar verbas, porque sem verba a gente não consegue evoluir os projetos e também não pode ficar sendo apenas uma entidade provocativa”, afirmou Barros. Ele destacou que a nova presidente é uma pessoa extremamente qualificada, que já tem traquejo e habilidades políticas para isso.

Foto: Divulgação
Texto: Ieda Risco/AgroEffective